quarta-feira, 30 de novembro de 2016

A Máfia PSD/CDS Visão




Como é que os caciques angariam votos? Como funciona a recolha dos militantes em carrinhas? E como é que os notáveis entram no processo? O Observad...
OBSERVADOR.PT




"Para quem tem duvidas de que o partido do PSD é um veículo onde se acoitam muitos criminosos e quem já esqueceu o BPN , submarinos, Vistos GOLD e muitos mais. Por: Toni."

"O PSD já não é um partido, é uma associação de malfeitores. Vejam o vídeo do Observador, ele mesmo parte integrante da luta intestina pelo poder na estrutura de Lisboa.Por: António Ribeiro."



Foi assim que Joaquim Jorge descreveu Portugal: "Um país de corruptos, vigaristas, hipócritas, velhacos e ladrões". Lê na íntegra no nosso site.
SOUTAOBOA.COM

Foi assim e nunca aceitaram o SNS



MP provou esquema fraudulento que envolve antigo ministro da Saúde....



 https://ionline.sapo.pt/584475?source=social
Processo que envolvia Emídio Catum e Fernando…
IONLINE.SAPO.PT






Imagem via Submarino Amarelo Viver num país sovietizado tem destas coisas. Com estes vândalos estalinistas no poder, que controlam em absoluto a imprensa, do Correio da Manha ao Observador, passand…
AVENTAR.EU





O Ministério Público pode vir a pedir o levantamento da imunidade de Hugo Soares, Luís Montenegro e Luís Campos Ferreira, do PSD, no âmbito do ca...
OBSERVADOR.PT


Dívida Pública -  Taxa de crescimento acumulada.
2 Pensões, acções BCP, PPR, BPN,Leis feitas á medida, declarações de IRS, PIDE, Pavilhão Atlântico, Divida de Portugal e os boys e girls das suas governações
LUSOPT.PT







PORQUE DETESTO ESTE PSD
Perguntou-me um amigo da vida real porquê a minha má-vontade com este PSD de Passos & Amigos. Expliquei-lhe, e conto-vos o que lhe disse. Eu não sou contra o "PSD", sou contra a ficção deste partido não ter rigorosamente nada de "social-democrata", mas de manter obscenamente essa designação fictícia, mesmo contra a memória de todos os velhos companheiros fundadores (e ainda nem todos morreram, felizmente). Sou contra a clique "Estado Novo" e "União Nacional" que tomou conta dele, avacalhando a memória cívica e política de personalidades democratas como Sá Carneiro, Magalhães Mota, Miguel Veiga, Sousa Franco e tantos outros. Sou contra a deriva direitista e ultra neo-liberal de um partido que foi fundado com a ideia de balançar entre uma social-democracia moderada e um liberalismo suave. Sou contra um partido que foi tomado de assalto pelos filhos e netos dos próceres do antigo regime. Sou contra o facto de o partido nunca ter conseguido domesticar e modernizar o pensamento de toda essa gente (filhos, netos e, agora, bisnetos) que sobrou da União Nacional e que não tinha onde se acolher, mas (pelos vistos) nunca teve vontade de fazer um acto de contrição e de se adaptar aos novos tempos. Sou contra a vigarice de terem ocupado o espaço que obviamente pertenceria ao CDS, que era o partido suposto defender esses interesses e esses desígnios mais à direita e mais fiel à Igreja antiga. Sou contra tudo isso e mais alguma coisa que eles fazem no dia a dia: a revolta contra a Constituição, o despeito ao Presidente da República, o reaccionarismo permanente em matérias cívicas, económicas, sociais e culturais, o ódio ao Estado Social, às minorias étnicas, à sociedade multi-cultural, à modernidade das novas relações sociais. Sou contra o terem vendido Portugal ao desbarato e de terem ido além da Troika, deixando os próprios credores de boca-aberta, tamanha a submissão que demonstravam face ao estrangeiro. Sou contra o seu pessoal político, cheio de Miguel Relvas, de Hugo Soares, de André Ventura, de Cavaco Silva, de banqueiros-relapsos que nos faliram e de outros desgraçados cujo notório mau-aspecto alarmaria qualquer cidadão decente que com eles se cruzasse numa rua obscura. E sou contra os totós, alguns dos quais até são meus amigos pessoais de outras vidas, que dão cobertura a isso tudo, que fingem que não vêem nada e que me dizem que é preciso "ter calma" e que "tudo se há-de compor". Eis o motivo da minha impaciência, a de constatar que esta canalha toda não encontrou outro partido onde se aboletar e que ainda por cima tomou conta do grémio e se permitiu conspurcar aquilo que foi uma casa honrada, onde se pensava diferente de mim, mas que eu respeitava. Qual o seu préstimo? Como conviver com eles, quando o que lhes vejo é mais do mesmo e a falta de coragem para varrerem esta clique e de refundarem o PSD? Por: António Ribeiro.



Excelente!
António Russo Dias
ONDE SE CONTA A VERDADEIRA HISTÓRIA DO SERMÃO
DE PAULO AOS "JOTINHAS"
De preto vestido, dedinho espetado,
voz de roberto, está encantado !
Peripatético, a falar aos jotas
sente-se um sábio perante idiotas.
"Eu é que sei, olhem bem p'ra mim,
falo em Bruxelas, ouvem-me em Berlim.
Já fui do governo, quase presidente
(pensa para si, não muito contente,
'foi um pobre tolo que me venceu
e o Grande Chefe devia ser eu.')
E segue o sermão de S. Paulo à jota,
mas ficou-lhe a dor daquela derrota...
"Se eu lhe desse agora a resposta
e o fizesse perder a aposta?"
Pensa o rapaz com os seus botões:
"Lixo o partido que perde eleições,
Lixo-me a mim que pareço tolo,
Mas também te lixo, meu grande parolo;
lixo-te a ti, minha alma danada,
que há cinco anos me deste a banhada!"
Ri-se para dentro, sente-se maroto.
"Vais ver agora, seu rato de esgoto,
Meu grande malandro, palerma sinistro
que até chegaste a primeiro-ministro".
E num arroubo de inspiração,
sabendo-se alvo de toda a atenção,
modula a vozinha de palhaço rico
E grita ao público que assiste ao circo:
"Duvidam vocês, ó pobres rapazes,
que os do PS são muito capazes
De forçar tribunais, comprar magistrados
só para safar os apaniguados?
Mas olhem para nós, gente impoluta,
que manda prender qualquer filho da puta
que roube, enriqueça a receber suborno
ficando o Estado com a ponta de um corno!
Vede os submarinos, olhai o Loureiro,
a Tecnoforma e aquele dos sobreiros,
os do BPN, o gajo de Gaia e outros que tais
E se mais houvesse prendiam-se mais."
Cansado mas feliz, de alma lavada,
Depois de ter dado aquela porrada
Sai o pequenote contente e ufano.
Aplausos, luzes e caiu o pano.
1/9/2015














Pensões, acções BCP, PPR, BPN,Leis feitas á medida, declarações de IRS, Pavilhão Atlântico, Divida de Portugal e muito mais
LUSOPT.PT


Alguns casos onde está implicada gente da direita PSD/CDS tais como:- BES , BPN, SLN, Monte Branco, Face Oculta, Apito Dourado, Vistos Gold, submarinos, assassinato de Rosalina Ribeiro e já agora Técnoforma, Furacão, Portucale, Apito Dourado, Face Oculta, Remédio Santo, Dívida da Madeira, Pandur, Milénio BCP, Moderna, Porto Cale, Sobreiros, Somague, etc. etc., 
Podes juntar mais uns, qualquer um deles já andou nas primeiras paginas do jornais e abriu telejornais com negociatas menos claras e nunca esclarecidas, Luís Filipe Menezes, Marco António Costa, Isaltino Morais, Dias Loureiro, Oliveira e Costa, Duarte Lima, Miguel Macedo, Miguel Relvas, Luis Caprichoso, Arlindo Rui, Joaquim Coimbra, Almerindo Duarte, Aprígio dos Santos, Cavaco Silva, Passos Coelho, etc .... deixei estes como exemplo, mas há muiiiiiitos mais ..... é só gente "séria" http://viriatoapedrada.blogspot.pt/2016/11/a-mafia-psdcds-visao.html

  


Eles disseram um bilião de vezes, que tinha sido o Sócrates, este é um deles, e diz que foram eles...





O Ministério Público e as Finanças estão a apertar o cerco à Webrand. Os maiores proveitos da agência de publicidade vieram de campanhas eleitorais do PSD. A empresa é suspeita de fraude fiscal qualificada e existem indícios de proteção…
VISAO.SAPO.PT


As mentiras que quase viraram verdade.

Mentiras:
1 - Sócrates levou o País à bancarrora.
2 - Sócrates Chamou a Troika.
3 - Já não havia dinheiro para pagar salários e pensões.

Verdades:
1 - Quem levou o País à bancarrota e a Europa, Grécia, Irlanda, Islândia, Chipre etc., foi a crise Internacional e a ganância da Banca, tal como aconteceu na Grande Depressão de 1929. ( Prof. Viriato Soromenho Marques, além de muitos mais.)
2 - A vinda da Troika foi por pressão do PSD/CDS e banca. ( Palavras de Lobo Xavier e Pacheco Pereira.) (Chumbo do PEC IV, já acordado por Bruxelas). Cito de memória o Sócrates: tinha havido um compromisso para que Portugal e Espanha fossem poupados a resgates.
https://www.youtube.com/watch?v=uOukbbIm_no
https://www.youtube.com/watch?v=yrsSlofyt3I

3 - O dinheiro da Troika foi para pagar aos Bancos Alemães e Franceses. É mentira que não havia dinheiro para pagar salários e pensões. (Palavras de Prof. Economia Castro Caldas, Paul de Grauwe, Conselheiro económico de Durão Barroso, Harald Schumann, jornalista alemão etc..) ( A dívida passou para a Banca Portuguesa e Segurança Social).
http://viriatoapedrada.blogspot.pt/2014/05/portugal-e-grecia-bancos-alemaes.html





(Por Valupi, in Blog Aspirina B, 08/04/2017)
ESTATUADESAL.COM


Catarina Martins pediu explicações a Passos Coelho pelos seus elogios a Dias Loureiro, um dos responsáveis pela fraude do BPN que até agora já custou 5 mil…
YOUTUBE.COM



A censura expressa aos negócios que envolvem o ex-conselheiro de Estado não impediu o arquivamento das suspeitas por parte do Ministério Público. ...
OBSERVADOR.PT


Para este nada...Tem anjinhos a protegê-lo!


Novos documentos do processo BPN/Dias Loureiro revelam mais indícios que levaram o MP a investigar o ex-ministro de Cavaco Silva durante mais de 8 an...
OBSERVADOR.PT


Novos documentos do processo Dias Loureiro revelam mais indícios que levaram o MP a investigar o ex-ministro de Cavaco. Incluem dinheiro…
OBSERVADOR.PT


Dias Loureiro foi, durante anos, suspeito de ser responsável por prejuízos de milhões no banco. Reve lações de uma investigação arquivada
SABADO.PT


O buraco financeiro está confirmado, mas o juiz foi mais longe. Apontou o dedo a Luís Filipe Menezes e a Marco António Costa como autores do descalabro…
LUSOPT.PT




Denuncias de crimes politicos, contra os portugueses, má gestão, corrupção, boys, luvas, incompetencia, injustiça, esbanjamento de impostos
APODRECETUGA.BLOGSPOT.COM




o Estado parece ter descoberto que gastava 1,4 milhões de euros em subsídios a motoristas para lavar os carros. Por: Henrique Monteiro Expresso on-line.










Afirma-se que 10 mil milhões de euros voaram para offshores entre 2011 e 2014. Nesses quatro anos, por algum motivo, transferências comunicadas pelos bancos não terão sido inspecionadas. Apesar de o ex-secretário de Estado Paulo Núncio desmentir que tenha havido verbas não inspecionadas temos que cerca de 2,5 mil milhões de euros podem ter passado entre os pingos da chuva sem pagar impostos. Entretanto – números são números – o Estado parece ter descoberto que gastava 1,4 milhões de euros em subsídios a motoristas para lavar os carros. Por: Henrique Monteiro Expresso on-line.

No tempo em que o apuramento da verdade podia ser adiado.


Bloco tinha requerido audição urgente a Maria Luís Albuquerque por causa das versões contraditórias sobre o conhecimento que tinha dos swaps quando…
PUBLICO.PT


MENTIU NA COMISSÃO DE INQUÉRITO.
A esquerda que faça o mesmo contra ela/es comissão de inquérito esta Fulana tem muito para contar,tanta mentira e tanta maldade quefez/fizeram ao País.devem responder pelos seus atos.


"Continuo a dizer que não minto e que aquilo que disse continua a ser verdade", diz a ministra.
PUBLICO.PT


A deputada do PSD, que a partir desta segunda-feira, 7 de Março, integrará o comité de risco e auditoria da gestora britânica de dívida Arrow Global, como…
JORNALDENEGOCIOS.PT


O presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos, Paulo Ralha, associa a falta de acompanhamento dos 10 mil milhões de euros transfe...
LADROESDEBICICLETAS.BLOGSPOT.COM



 http://ladroesdebicicletas.blogspot.pt/.../cronologia-da...




O dirigente do CDS que tutelou o fisco entre 2011 e 2015 foi responsável pela maior amnistia fiscal às transferências para offshores em Portugal. (Artigo publicado em 2015)
ESQUERDA.NET

Em 2010 Sócrates criou uma Lei que obrigava à publicação das transferências para Offshores para se evitarem fugas ao fisco. Vê-se agora quem tinha razão, quando os avisei que o roubo vinha aÍ..!



MAIS UM . ISTO ESTÁ TUDO MINADO !
MAS CONTINUAM É A INVESTIGAR ENG. SÓCRATES !
ENTÃO E ESTES ??????????????

Ex-ministro Miguel Macedo terá enviado caderno de encargo do concurso ao antigo sócio Jaime Gomes, semanas antes da sua publicação
LUSOPT.PT




Mais um que devia ser devidamente investigado. BES. José Luis Arnaut envolvido no empréstimo do Goldman Sachs
O ex-ministro José Luís Arnaut e o ‘partner’ do Goldman Sachs António Esteves estiveram envolvidos no empréstimo superior a 706 milhões de euros do banco norte-americano ao BES, noticia hoje o Wall Street Journal (WSJ). Por: Oliveira Cacotte.


O actual consultor da Mota-Engil é acusado por uma empresa de construção de «favorecimento» ao actual patrão na obra da Escola da NATO, em Oeiras, através dos contactos que mantém no Ministério da Defesa.
ABRILABRIL.PT|POR ABRILABRIL



Mais um para arquivar?


Em causa a construção de uma escola da Aliança Atlântica em Oeiras que foi adjudicada à Mota Engil, que tem Paulo Portas como consultor. Construtora…
JORNALDENEGOCIOS.PT


Nuno Magalhães, líder parlamentar do CDS-PP e titular indiscutível no F.C. Nãoexistealternativaàausteridade, encontra-se a ser julgado por se negar a assumir a paternidade de uma criança de 4 anos,…
AVENTAR.EU


Nobre Guedes e Mota Soares são sócios num escritório de advogados que ganhou 100 mil euros por ajuste direto da Parque Expo
LUSOPT.PT








Mais um honesto do Psd!
Só podia ser...e condecorado pelo chefe da matilha


Diogo Gaspar é suspeito de simular o abate de móveis do Palácio da Cidadela de Cascais, apropriando-se dos mesmos.



Portugal não pode regressar ao nível salarial nem ao nível remuneratório das pensões de 2011 e, portanto, os salários e pensões têm de ser cortados “de forma permanente”, volta a frisar Pedro Passos Coelho. O primeiro-ministro falava no…
DINHEIROVIVO.PT|POR DINHEIRO VIVO






VOARAM 10 MIL MILHÕES !

Durante o governo dos pafiosos do PSD-CDS, entre 2011 e 2014, Dez Mil Milhões de Euros (€10.000.000.000,00) voaram clandestinamente para os OFFSHORES. Várias transferências foram feitas entre 2011 e 2014 e foram comunicadas pelos bancos à administração fiscal pelas respectivas instituições financeiras que procederam às transferências como obriga a lei, mas não foram alvo de escrutínio e controlo pelo fisco antes da execução das transferências. Ora, começa pois a entender-se melhor a razão da secreta Lista VIP do fisco, que primeiro negaram mas cuja existência ficou depois comprovada.

O ex-primeiro-ministro PASSOS COELHO, a ministra das finanças MISS SWAPS ALBUQUERQUE e o secretário de estado dos assuntos fiscais PAULO NÚNCIO têm muitas explicações a dar.

Sim, são 10 Mil Milhões de euros em apenas 20 transferências para fora do país em pleno período da troika que "não foram objecto de qualquer tratamento pelo fisco" (1). Mas há mais: em 2015, as transferências para OFFSHORES duplicaram (2), como mostram os dados oficiais.

Durante os anos de 2013, 2014 e 2015, e na decorrência do desgoverno mafioso do láparo Passos que criou as respectivas condições aos amigalhaços para o efeito por via de negociatas, "nasceram do nada" 30.000 novos milionários, isto é, 10.000 por cada ano (3), de acordo com o Jornal Económico dessa época.
As negociatas eram sobretudo realizadas pelos predadores do desgoverno de Passos & Portas, sendo que o principal cão de fila é o famigerado predador Sérgio Monteiro, um dos maiores "facilitadores de negócios" dos bens do Estado.

Sobre isto, já no ano passado coloquei aqui algumas perguntas e simultaneamente dei as devidas respostas, que repito a seguir :


A- De onde veio tanto dinheiro? (de esquemas do governo de Passos & Portas do PSD+CDS, nomeadamente da sobrefacturação de contratos feitos por ajuste directo e outras negociatas);
B- Como desviaram o dinheiro? (através das negociatas das empresas públicas privatizadas sem concurso público e outras actividades obscuras);


C- Quem foram os beneficiários? (amigos dos dirigentes daqueles partidos e dos próprios membros do governo);

D- Onde foi aplicado? (em lado nenhum, pelo menos em Portugal);

E- Onde então está esse dinheiro? (em offshores, nos paraísos fiscais);


Recordo que na conferência que decorreu em Lisboa no dia 5 de dezembro de 2016, sob o lema "Corrupção, um combate de todos para todos" organizada por Mouraz Lopes da PGR, descobriu-se a pólvora ! Um dos dados que mais preocupação gerou na conferência, entretanto, foram transmitidos pelo juiz Mouraz Lopes: em 2015, mais de 90% dos contratos públicos foram feitos por ajuste directo, isto é, não foram consultadas outras entidades salvo a única que escolheram em exclusivo para a negociata, produzindo-se neste caso uma sobrefacturação fixada entre as duas partes e com a respectiva comissão acordada a receber pelo governante, que normalmente indicava um familiar.
Um roubo aos cofres do Estado, portanto, e o enriquecimento fácil por parte do membro do governo que elaborou o contrato por ajuste directo. De acordo com o relatório anual da "Contratação Pública em Portugal em 2015", foram celebrados 296.787 contratos, no valor global de 4.612 milhões de euros. Deste total, 267.722 que correspondem a mais de 90% do total, foram por ajuste directo, no valor de € 2.208.000.000,00. Estamos pois a falar na ordem de Bilhões de Euros retirados dos cofres do Estado!
Na referida Conferência sobre o tema da corrupção, a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, procuradora do Ministério Público de carreira, declarou de forma muito clara que, como fruto da corrupção "acumularam-se e fizeram-se fortunas ilegítimas". Estas surgiram devido ao conhecimento antecipado das leis, ao "controle da informação, associado à falta de escrutínio", que geraram "o ambiente que favoreceu o favor, engendrou a gratidão, propiciou o abuso na decisão e práticas vizinhas da extorsão".
O passismo era a continuidade do cavaquismo. O que os PAFiosos fizeram, não foi outra coisa senão absorver os ensinamentos transmitidos na madrassa partidária do laranjal e designada de "universidade de verão" ano após ano e seguir as pisadas que o cavaquismo lhes deixou, sobretudo no período áureo das negociatas de que o BPN é o principal exemplo entre muitos outros e foi o expoente máximo das vigarices do regime laranja do PSD. Não se estranha pois que os PAFiosos fizessem o mesmo quanto à promiscuidade obscena até porque são da mesma escola partidária e cresceram com o cavaquismo como se pode ver nas fotos que aqui deixo. Imagine-se o que seria se eles se mantivessem no poder por mais quatro anos... Por: Telmo Vaz Pereira.




O antigo presidente do BES admite ter-se encontrado com Cavaco Silva, Paulo Portas, Pedro Passos Coelho e outras personalidades políticas
LUSOPT.PT

Afirmações muito graves do homem que liderou, nos últimos 4 anos, a comissão de recrutamento para a administração pública
LUSOPT.PT


Espera-se que Cumpra a palavra, pois o Défice de 2,1% em 2016 foi mais baixo que o previsto.

Passos Coelho critica Governo por "querer devolver tudo num ano quando pode fazê-lo em quatro" e diz que resultado ou será "milagre&q...
OBSERVADOR.PT|DE CATARINA MARQUES RODRIGUES


A propósito do fim do mandato de Cavaco Silva enquanto Presidente da República recolhemos depoimentos de várias personalidades. Veja o testemunho do ex-líder comunista, Carlos Carvalhas. (Vídeo)…
ABRILDENOVOMAGAZINE.WORDPRESS.COm


Conheça aqui como se rege o PSD..
LUSOPT.PT


(Clara Ferreira Alves, in Expresso, 18/03/2017) Anda por aí gente com saudades da velha portugalidade. Saudades do nacionalismo, da fronteira, da ditadura, da guerra, da PIDE, de Caxias e do Tarr…
ESTATUADESAL.COM








OS PORTUGUESES PRECISAM DE SABER O QUE LHES ESTÁ A DESTRUIR A VIDA!!
LUSOPT.PT


O Ministério Público informou que arquivou, esta terça-feira, o inquérito contra…



Sócrates podia ter decapitado o cavaquismo inteiro e forçado a deposição de Cavaco com o caso da máfia BPN e, infelizmente, não o fez. O agradecimento não foi grande, como se nota. A cortesia entre inimigos não é inconcebível. Mas é preciso ver de que inimigos se trata. No que às máfias fáscio-católicas respeita é melhor não perder mais nenhuma oportunidade de as remeter - a todas e inteiras - para os sítios onde melhor caibam. Nem me parece difícil. E convém começar pelo aparelho judiciário.” Por Joseph Praetorius.


Pensões, acções BCP, PPR, BPN,Leis feitas á medida, declarações de IRS, Pavilhão Atlântico, Divida de Portugal e muito mais
LUSOPT.PT



Pacheco Pereira "Quase todas as pessoas do escândalo do BPN são do PSD e não perderam a militância."


Sondagem 14/1/2017 CM/AXIMAGE ( PS=41,7% - PSD=25,1% ).



A Fraude Passos Coelho.
"Quem fez o Passos Coelho primeiro-ministro?
Uns tipos do piorio, que existem em Portugal. Um é Miguel Relvas, o outro é Marco António. Ângelo Correia foi o padrinho.
Os jornalistas que ajudaram à festa.
por jornalistas no activo como Pedro Correia, Luís Naves e Francisco Almeida Leite; os consultores de comunicação Rodrigo Saraiva e João Villalobos; ou o administrador António Nogueira Leite.
Os bloggers que levaram Passos Coelho ao poder
(Álvaro Santos Pereira, Carlos Sá Carneiro, Pedro Correia, Luís Naves, João Villalibos, Carlos Abreu Amorim, António Figueira, Francisco Almeida Leite, Vasco Campilho, José Aguiar, Pedro Froufe.






O relatório apreendido pelas autoridades ao “ex-espião” Jorge Silva Carvalho contém pormenores…
BLOGNOTICIASSEMCENSURA.BLOGSPOT.COM


O vice-presidente da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, afirmou hoje que Portugal tenderá a sair do Procedimento por Défice Excessivo (PDE) se os dados…
GERINGONCA.COM


Silva Peneda (PSD) Eu defendo a erradicação deste PSD , adulterado por Passos, Relvas, Marco António, Marilú e Cavaco no mínimo por 1 Milénio.


Exmo. Senhor Dr. Passos Coelho Presidente do Partido Social Democrata Maia, 17 de janeiro de 2017


VALEU A PENA? O GOVERNO PSD/CDS/PASSOS/PORTAS!!!!!!!
Corte de pensões;
Brutal aumento de impostos;
Degradação dos serviços públicos;
Cortes nos apoios sociais;
Cortes de salários;
Privatizações;

Aumento da dívida pública;
Dívida em 2011 - 184.699 mil milhões
Dívida em 2015 - 290.000 mil milhões
Défice em 2011 - 7,4%
Défice em 2014 - 7,2%

SE OS QUE EMIGRARAM CÁ TIVESSEM FICADO, O DESEMPREGO REAL SERIA, SEGUNDO O CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA, DE 29%. 

As Contas do Desemprego - 2015 (Mas sem "Tretas")
620.400 - desempregados oficiais
+242.900 desencorajados
+242.800 subempregados
+158.000 ocupados IEFP
+ 450.000 emigrados
1. 714. 100 Desempregados reais 29%.

Governo Passos/Portas Recuámos
10 anos na riqueza produzida
20 anos no emprego
30 anos no investimento
40 na emigração.




E mais nada. Demissão comissão parlamentar.
Lembram-se daquela vez em que os deputados do PSD e do CDS-PP exigiram ver as mensagens trocadas entre Paulo Portas e os directores da Mota-Engil? Ou da Ferrostaal, já agora? E daquela vez em que os deputados do PSD e do CDS-PP exigiram ver as mensagens trocadas entre Maria Luís Albuquerque e os bancos com quem renegociou swaps? As mensagens trocadas com a malta do Santander Totta terão sido especialmente interessantes.
Lembram-se de quando os deputados do PSD e do CDS-PP exigiram ver isso tudo, alegando a defesa do interesse público?
Pois, nós também não.

(Uma Página Numa Rede Social). postado Dulcínia Reininho.
http://viriatoapedrada.blogspot.pt/2016/11/a-mafia-psdcds-visao.html


As estatísticas não enganam. O EUROSTAT acabou de anunciar os dados relativos ao défice orçamental e dívida pública de todos os países da UE no final de 2015. As notícias, que já conhecíamos, desme…
INSONIAS.PT


A garantia foi dada pelo primeiro-ministro esta tarde durante o debate quinzenal na Assembleia da República. “O défice de 2016 não será superior a 2,3%”, afirmou António Costa, um valor que ficará bastante abaixo da meta fixada pela Comissão…
GERINGONCA.COM

















"Não é o papão de 2012, que o PS quer agitar". Passos foi ao Conselho Nacional do PSD defender a baixa da TSU para as empresas. Para criar investimento e emprego.
EXPRESSO.SAPO.PT



Há quem diga que estamos a viver a época da pós-verdade. Passos Coelho, que vai sempre uns passos mais à frente, já passou à época da pós-coerência. Senão,…
GERINGONCA.COM

O antigo ministro voltou a criticar as rendas excessivas na energia e tem esperança que o actual Governo consiga negociar com sucesso nos contratos CMEC.
JORNALDENEGOCIOS.PT



A direita bolorenta e trauliteira vai à luta, dois objectivos imediatos:
1º- Derrubar o Ministro das Finanças e com isso fragilizar o governo;
2º.- Cercar e atacar o Presidente Marcelo conotando-o com a "Geringonça" e por essa via tentar rentabilizar os ódios à solução governativa.
PS.- A estratégia é errada, não vão consegui-lo, vão sofrer a maior derrota de sempre já em Lisboa.




Centeno culpa anterior Governo por desvio de três mil milhões na Caixa Geral de Depósitos
EVENTO21.COM



ATENÇÃO: TEXTO LONGO MAS VALE A PENA LER CADA PALAVRA E PARTILHAR!! OS PORTUGUESES PRECISAM DE SABER O QUE LHES ESTÁ…
MUITOFIXE.PT



Pois é mesmo! Não se enxergam os farsantes...

Queremos saber das tricas da oposição, quando as vidas de todos os portugueses estão a mudar para melhor?
PUBLICO.PT



Quando diz a corrupção é muito grande, eu acompanho-o! Uns condenados, outros a aguardar julgamento, outros prescreveram! mas há mais...
António Figueiredo, Manuel Jarmela Palos, Maria Antónia Anes, Oliveira Costa, Jaime Couto. Paulo Eliseu, Paulo Vieira, José Manuel Gonçalves e Abílio Silva, "Cunhas" de Relvas, Marques Mendes "António Preto e Helena Lopes da Costa, Júlia Paula foi investigada pela PJ e já é arguida, Ex-pres. da Câmara de Barcelos e vereadores do PSD arguidos, O pres. da Câmara Municipal de Águeda, Castro Azevedo, arguido, foi acusado de lesar a autarquia aguedense em 250 mil euros, O pres. do município madeirense de Câmara de Lobos,Arlindo Gomes, começou a ser julgado por um crime de prevaricação, Valentim Loureiro, do PSD,a 18 julho 2008 foi condenado a uma pena suspensa de três anos e dois meses e à perda de mandato pelos crimes de abuso de poder e prevaricação no âmbito do “Apito Dourado”,Em 2008, Paulo Teixeira, PSD,então pres. da Câmara Municipal de Castelo de Paiva, foi a tribunal acusado de ter vendido terrenos da autarquia local como se fossem seus.Avelino torres CDS,Avelino Ferreira Torres (CDS-PP) foi acusado e condenado em primeira instância foi condenado a três anos de prisão e pena suspensa pelo crime de peculato.Julgamento de 93 arguidos do PSD-M acusados de burla à Segurança Social,PSD e CDS enxameiam Segurança Social com os seus Boys e Girls,PASSOS COELHO ESTEVE 5 ANOS SEM PAGAR À SEGURANÇA SOCIAL. Já deve chegar.....Por: zaratrusta.



Alguém me sabe dizer onde este "menino" arranjou dinheiro para comprar 37,1% do capital do Novo Banco? São milhões de euros...., e ninguém se preocupa em investigar? Há fulaninhos que são mesmo invisíveis!!!!!!!!!!!!??.


O ex-ministro é um dos accionistas da Pivot, que está no processo em conjunto com a Aethel. A holding em causa comprou o banco Efisa, mas a operação…
JORNALDENEGOCIOS.PT

Consigo chegar a um ponto, em que, pura e simplesmente, concluo que não percebo nada disto. Alguém percebe?

Esperemos que a decisão conjunta do BCE e do BdP introduza alguma decência neste processo.
PUBLICO.PT




O Estado já injetou um total de 90 milhões de euros no Banco Efisa, que foi vendido por 38 milhões de euros a um grupo de investidores entre os quais se encontrava…
GERINGONCA.COm
Ex-líder da Madeira afirma que é "necessário que urgentemente surjam novas coisas ao centro".
PUBLICO.PT







FOI ASSIM QUE COELHO DEFENDEU OS INTERESSES PORTUGUESES...


A venda das participações do Estado em minas de diamantes em Angola foi feita apenas quatro dias antes da demissão do governo de Passos, que durou apenas…
OBSERVADOR.PT|DE JOÃO FRANCISCO GOMES




Julgamento por Traição à Pátria
Há-de chegar o dia em que se SENTARÁ NO BANCO DOS RÉUS PARA RESPONDER POR TRAIÇÃO À PÁTRIA: Lei n.º 34/87, de 16 de Julho CRIMES DA RESPONSABILIDADE DE TITULARES DE CARGOS POLÍTICOS: "CAPÍTULO II Dos crimes de responsabilidade de titular de cargo político em especial Artigo 7.º Traição à Pátria O titular de cargo político que, com flagrante desvio ou abuso das suas funções ou com grave violação dos inerentes deveres, ainda que por meio não violento nem de ameaça de violência, tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro, ou submeter a soberania estrangeira, o todo ou uma parte do território português, ofender ou puser em perigo a independência do País será punido com prisão de dez a quinze anos."

Foi nestes três anos de governo PSD/CDS que se recompôs o capital a favor de estrangeiros de 3 bancos importantes, da EDP, da Cimpor, da REN, da ANA, da Fidelidade, Tranquilidade, da PT, de várias Águas, dos Correios - e devo estar-me a esquecer de algumas outras. Uma hecatombe.




O Governo de António Costa acusou o anterior Governo PSD/CDS-PP de ter feito malabarismos com medidas fiscais durante o ano passado
LUSOJORNAL2015.BLOGSPOT.COM|DE ÚLTIMAS


O Tribunal de Contas acusa o Ministério das Finanças de "falta de controlo" na Caixa Geral de Depósitos entre 2013 e 2015.
 http://www.jn.pt/.../tribunal-de-contas-acusa-governo-de...



O Estado aprovou documentos de prestação de contas sem ter a informação completa.


Num relatório de auditoria sobre o controlo do Setor Empresarial do Estado efetuado pelo Ministério das Finanças entre 2013 e 2015, divulgado hoje, o Tribunal de…
24.SAPO.PT|DE SAPO


Desde 1976 a CGD teve 13 conselhos de administração ! 10 presididos por figuras do PSD e 3 por gente do PS !

"Ouvindo PSD e CDS, com ar muito indignado, exigirem uma comissão de inquérito e uma auditoria à Caixa Geral de Depósitos (CGD), para que muitos dos negócios que o banco financiou nos últimos anos sejam esclarecidos, haverá muitos portugueses que desconhecem que não só nos últimos oito anos foram eles que presidiram à Caixa, como em 31 dos últimos 40 anos também lhes pertenceu a presidência do banco, enquanto nos outros nove foi ao PS.

Desde 1976, a CGD teve 13 conselhos de administração, dez presididos por figuras do PSD (Jacinto Nunes, Oliveira Pinto, João Salgueiro, António de Sousa, Victor Martins, Faria de Oliveira e Álvaro Nascimento/José de Matos) e três presididos por gente do PS (Rui Vilar e Carlos Santos Ferreira).

Desde o final dos anos 80 essas nomeações foram alargadas a outros membros do conselho de administração, da vice-presidência aos vogais, e até mesmo, diga-se, a directores do banco.

É extensa a lista de gente do PSD, PS e CDS, para além dos atrás referidos, que ao longo das últimas décadas passou pelo banco público e que em muitos casos se serviu dele, e em nada contribuiu para que a CGD reforçasse o seu papel de principal financiador da nossa economia e, em particular, das famílias e das micro, pequenas e médias empresas.

Vejamos os nomes mais sonantes: Sousa Franco, Tavares Moreira, Falcão e Cunha, Maldonado Gonelha, Vieira Monteiro, Carlos Tavares, Carlos Costa, José Ramalho, Alexandre Vaz Pinto, Sobral Torres, Mira Amaral, Atayde Marques, Almerindo Marques, Tomás Correia, Alves Monteiro, Celeste Cardona, Norberto Rosa, Armando Vara, António Nogueira Leite, Rodolfo Lavrador, Nuno Fernandes Thomaz, Jorge Tomé, Araújo e Silva, Francisco Bandeira, Cabral dos Santos, entre outros.

Perante uma gestão da CGD que foi partilhada pelo centrão PSD, CDS e PS, com muito forte predominância do PSD e que utilizou o banco para:

– operações financeiras de apoio ao fortalecimento do movimento sindical divisionista, como foi, pasme-se, no mandato de João Salgueiro (1996-1999), a concessão de um empréstimo à UGT com garantias do Estado e que ao que parece terminou em incumprimento;

– integração do Banco Nacional Ultramarino (BNU) na CGD em condições desfavoráveis para a Caixa;

– financiamento da compra de acções do BCP por parte de alguns dos seus principais accionistas (Joe Berardo, Moniz da Maia, Manuel Fino e Teixeira Duarte, entre outros), garantidas pelo valor das próprias acções;

– compra de instituições financeiras em Espanha e no Brasil;

– nacionalização do BPN seguida da concessão de um empréstimo de 4100 milhões de euros ainda em incumprimento;

– alienação da participação financeira que o banco detinha na CIMPOR, em 2012, por ordem directa de António Borges, conselheiro de Passos Coelho à administração da CGD, em condições extremamente desfavoráveis;

– muitas outras operações financeiras que terminaram em créditos incobráveis, investimentos ruinosos ou que engrossam hoje o rol das imparidades.

Não pode deixar de ser realçada a capacidade que os trabalhadores da CGD tiveram para fazer com que o banco tenha dado, entre 1999 e 2015, apesar dos prejuízos acumulados nos últimos cinco anos, 4.466,6 milhões de euros de lucros líquidos, entregado ao Estado cerca de 2.250 milhões de euros de dividendos e pago de impostos 1.475 milhões de euros, sempre mais do que qualquer banco privado.

A questão que não podemos deixar de colocar é, sem dúvida, a do que teria acontecido se os critérios para nomeação das administrações da Caixa tivessem sido, ao longo das últimas décadas, a idoneidade, a independência, a capacidade técnica e a defesa do interesse público.

O país não precisa de um banco público que se comporta como mais um banco privado e que é gerido por critérios partidários e ao serviço dos correligionários de quem governa, mas de um banco que sendo público sirva os superiores interesses do país, quer em termos económicos, quer em termos sociais.

Com esta comissão de inquérito e esta auditoria, a direita não pretende esclarecimentos sobre a gestão do banco público, já que PSD e CDS a conhecem melhor do que ninguém por terem sempre feito parte dela e terem gente sua em lugares-chave do banco.

O que pretendem é minar a confiança na CGD, o banco refúgio a que os portugueses têm sempre recorrido nas anteriores crises provocadas pela banca privada, colocando o banco público ao nível de outros bancos privados que estiveram próximo da falência (BCP) ou que faliram (BPP, BPN, BES e BANIF).

Muitas famílias e empresas foram literalmente enganadas por administrações de bancos ao serviço de grandes grupos económicos e financeiros, nacionais e internacionais, e só a intervenção do Estado impediu males ainda maiores no sector financeiro nacional.

A direita quer levar os portugueses a concluir que nada distingue o banco público dos bancos privados, e desta forma criar condições para a sua futura privatização. Ora, o que a crise financeira iniciada em 2007 provou foi que, quando um banco é público, os lucros e os prejuízos são públicos; já quando um banco é privado, os lucros são privados e os prejuízos continuam públicos.

A direita pretende fazer esquecer que, sem a intervenção do banco público disponibilizando o financiamento necessário, a esmagadora maioria dos portugueses, hoje possuidora de habitação própria, não teria tido acesso a ela.

Não deixa de ser curioso que aqueles que apoiaram e promoveram a recapitalização da banca privada, sempre com dinheiros do Estado, e que gerindo directamente o banco público, são responsáveis pela sua necessidade de recapitalização, se insurjam agora contra ela.

Suprema desfaçatez e hipocrisia a deles."


É extensa a lista de gente do PSD, PS e CDS que ao longo das últimas décadas passou pelo banco público e que em muitos casos se serviu dele.
ABRILABRIL.PT|DE JOSÉ ALBERTO LOURENÇO




E NÃO HÁ CONSEQUÊNCIAS ..!?

"Dois relatórios referentes a 2014, a que o Governo PSD/CDS teve acesso em março de 2015 e que já mostravam um acréscimo das imparidades registadas no banco público, só foram despachados pelo secretário de Estado das Finanças 15 dias antes das eleições legislativas de 2015.
tre março e setembro de 2015, o Ministério das Finanças, na época liderado por Maria Luís Albuquerque, teve pelo menos dois pareceres da Inspeção-Geral das Finanças relativos a ...Ver Mais


Dois relatórios referentes a 2014, a que o Governo PSD/CDS teve acesso em março de 2015 e que já mostravam um acréscimo das imparidades registadas no banco…
EXPRESSO.SAPO.PT

Na mensagem de Natal dirigida aos fiéis da São Caetano à Lapa, Pedro Passos Coelho voltou a faltar à verdade, ao afirmar que o seu partido não alinha em “encenações, opacidade e ocultações”. É clar…
AVENTAR.EU





http://lusopt.pt/…/2702-psd-e-cds-querem-privatizar-todos-o…


A revelação foi feita pelo próprio fundador do grupo Impresa num email enviado à Comissão parlamentar de Cultura e Comunicação Social da Assembleia da…
GERINGONCA.COM



Pobres e classe média ficam no sistema público actual, quem ganha acima de um determinado valor pode optar por descontar, acima desse valor, para fundos de pensões privados
LUSOPT.PT|DE PORTUGAL


Passos Coelho desviou dinheiro do IVA para pagar Audis 8/01/2016 Governo , Pedro Passos Coelho , Portugal , PSD Despesas com o sorteio atingiram 6,8 milhões de euros em 2014. Para as pagar, o Governo usou indevidamente…
LUSOPT2016.BLOGSPOT.COM



A Oposição anda por aí a dizer que em 2015 crescemos mais, mas a verdade é que nos 4 anos de governo PSD / CDS o que tivemos foi uma RECESSÃO de cerca de 5%, como se pode ler nesta noticia ...

ENTRE 2011 E 2015 :

DECRESCEMOS CERCA DE 7,5%...Ver Mais


A evolução da economia afinal terá sido ainda pior que o esperado, que já era um cenário mais negativo que as previsões iniciais. Destruição de riqueza terá ficado perto dos 6,6%.
OBSERVADOR.PT|DE NUNO ANDRÉ MARTINS


PSD vive clima de intriga. Há alinhamentos que já se percebem e quem espere para ver
EXPRESSO.SAPO.PT


Luís Marques Mendes e Joaquim Coimbra, enquanto gestores da Isohidra – Sistemas de Energia Renovável, assinaram contratos de compra e venda de…
JORNALDENEGOCIOS.PT


NOTA DE CULPA A UMA DIREITA CORRUPTA, AGRESSIVA E ANTI-NACIONAL

Só vejo azedume à Direita e mau perder. Por palavras ditas e por palavras omitidas. Pelo que vejo na televisão e leio nos jornais, foi sempre assim. Perderam as eleições, mas não querem reconhecê-lo. Viveram imenso tempo confortados na certeza de que os da Esquerda não falavam, não comunicavam, não se entendiam. Essa divisão histórica viam-na como uma espécie de seguro de vida.

Mas bem podem agradecer agora (e sobretudo) a Passos Coelho, Paulo Portas e ao famigerado Cavaco Silva, a "troika" portuguesa, o erro que cometeram ao
serem agressivos, arrogantes e hostis sem necessidade alguma, quatro anos e meio a fio. Sim, usaram e abusaram da sua sorte. Mamaram e abusaram do estigma socratiano, do azar da crise financeira internacional, dos ditames de Berlim, da miserável sabujice de Durão Barroso e de tantos outros amigos.

Nunca convocaram a Esquerda para uma conversa, uma satisfação, uma explicação. Iam a Bruxelas e a Berlim vender o país e trair os interesses nacionais, mas nada de informação prévia. Tudo o que acontecia, sabia-se pelos jornais, depois de estar consumado, Nem um gesto, uma gentileza pequena que fosse. Eles eram os donos de Portugal. Tinham uma espécie de "Direito Natural" à governação e a Esquerda era apenas um adereço para eles. Tanto que podiam ter feito e não fizeram!

Atascaram-se nas mais sabujas negociatas, muitas das quais com enorme relevância criminal. Acarinharam os mais celerados membros da sua tribo, a quem tudo perdoaram, destruindo de passagem a idoneidade da Justiça, ela mesma convocada a ser um adereço do Poder. Não deram cavaco a nada nem a ninguém. Trabalharam quanto puderam para que o Direito se tornasse num mero artificio ao serviço de uma nomenclatura de Regime. Desprezaram a Assembleia da República, tonando-a numa mera caixa de ressonância dos seus esquemas, tantas vezes politicamente pornográficos.

Recorreram a trastes e dondocas para se afirmarem em São Bento. Lutaram quanto puderam para levar o sistema constitucional ao limite. Achincalharam os juízes do Tribunal Constitucional, muitos dos quais oriundos da sua área política, mas que sonharam parvamente transformar em seus criados-de-quarto.

Degradaram a essência da Presidência da República, aproveitando-se das fragilidades do detentor do cargo e da sua legitimidade eleitoral,para obterem cobertura para as suas traquibérnias políticas. Ao fazê-lo, delapidaram uma coisa sagrada em Portugal, que era o prestígio que toda a gente reconhecia à Chefia do Estado, qualquer que fosse a sua inclinação política.

Massacraram o povo, sobretudo as classes médias, com um rolo compressor, em nome de uma agenda ideológica ultra-liberal, anti-popular e profundamente reaccionária. Tentaram confiscar-lhe o rendimento por que haviam duramente trabalhado ao longo de décadas. Viraram tudo contra todos. Ricos contra pobres, Pobres contra ricos. Desempregados contra trabalhadores, Precários contra efectivos, Novos contra velhos. Professores contra professores e os Pais e os Alunos contra todos. Mandaram desgraçados deslocarem-se 300 quilómetros para longe de casa, abandonando as suas famílias para irem viver em quartos alugados nos confins do país. Tudo acontecia em cima da hora, fazendo pouco da dignidade dos agentes educativos e dos seus direitos como pessoas.

Esta gente execrável cometeu um verdadeiro genocídio social e económico. Sim, também económico! Tramaram deliberada e militantemente, sobretudo em 2012 e 2013, as PME's, designadamente as da restauração, em nome de uma ideia salvífica de que do caos do tecido empresarial de pequena dimensão nasceria um admirável mundo novo. Pelo caminho, deixaram apenas escombros e desempregados, calotes e suicídios.

Desprezaram quanto puderam a Ciência, a Investigação e a Cultura. Foram miseravelmente ignorantes, mesquinhos e miserabilistas.

No final, estavam pior do que tinham começado. Todos os indicadores económicos e financeiros estão mais degradados do que no começo da sua empreitada. Mais dívida, mais desemprego, mais miséria, mais sem-abrigo, mais insolventes e penhorados, mais desgraçados, mais infelizes.

De passagem, venderam Portugal a pataco. Nas empresas assim privatizadas plantaram os seus corruptos, os seus antigos dirigentes, os seus amigos. Corromperam tudo e todos. Resgataram os bancos dos amigos corruptos e apresentaram os custos à sociedade, pedindo mais dinheiro emprestado para socorrer essas associações de malfeitores.

Corromperam a concertação social, dando importância a escroques e vendidos, que acarinharam, sabendo que se tratava de gente de terceira, capazes de se venderem barato.

Lamberam as botas a Merkel e a Schäuble. Insultaram e avacalharam o legítimo governo grego, alinhando com os alemães, holandeses, bálticos e finlandeses, e com a nomenklatura de Buxelas que ninguém elegeu, mas que eram testas-de-ferro do mais agressivo ultra-liberalismo.

Compraram a imprensa privada e interferiram no serviço público audiovisual quanto puderam. Tentaram e conseguiram lavar a cabeça a boa parte da opinião pública e do eleitorado.

Foram realmente longe demais. E agora queriam consideração e misericórdia? Só têm o que mereceram. É gente moralmente desqualificada, anti-patriótica e anti-nacional. Não prestam! Lixo! Por: Antonio Ribeiro.




Pois diz que sim.. E isso de fotocópias, é com este! 26/05/2009

O líder do CDS/PP, Paulo Portas, mandou digitalizar mais de 60 mil páginas que se encontravam no seu gabinete no Ministério da Defesa uma semana antes das eleições de 2007, que ditariam a sua saída do Governo.

Se o Vara aceita robalos, é poucoxinho... miserável, modesto! Olhe para estes, tubarões.

Acusados de vários crimes pelo DCIAP. Miguel Macedo, ex-ministro; António Figueiredo, do Instituto de Registos e Notariado; e Manuel Palos, ex-diretor do SEF, no rol dos arguidos que vão a julgamento .Corrupção em 80 vistos gold Um ano de investigação termina com cerca de 20 arguidos, entre eles um ex-ministro.Macedo investigado por corrupção Favorecimento a empresa de Domingos Névoa investigado. Email enviado a amigo Jaime Couto Alves – arguido no mesmo caso – trama ex-ministro.Miguel Macedo constituído arguido no caso dos vistos gold.Ex-director de Equipamentos do MAI acusado de corrupção e branqueamento. Adjudicações irregulares de obras na PSP, GNR, ANPC e SEF causaram prejuízos financeiros ao Estado superior as 900 mil euros. Doze arguidos vão a julgamento por vários crimes de corrupção activa e passiva, participação económica em negócio, branqueamento de capitais, abuso de poder e falsificação de documento. Luís Filipe Menezes e Marco António Costa pela forma como geriram a Câmara Municipal de Gaia entre 2008 e 2012.A cidade de Gaia foi gerida pela coligação PSD/CDS, cuja a situação financeira e patrimonial de Gaia, a totalidade dos passivos financeiros do município superava, em 2012, os 278 milhões de euros. Para obter "liquidez imediata", a coligação PSD/CDS socorreu-se de todos os meios: transacções fictícias, concessões a privados em prejuízo do erário público, criação de um fundo imobiliário que gerou "riscos adicionais" para as finanças da autarquia, "operações bancárias complexas" que oneraram ainda mais a edilidade. Entre 2008 e 2012, o executivo camarário ter assumido, no global, mais de 450 milhões de euros de "despesas sem cobertura". Celebraram 13 contratos de permuta de taxa de juro (swaps), todos tóxicos, com três bancos, acumulando perdas superiores a 2,3 milhões de euros.
Relatório do Tribunal de Contas sobre o TGV: Um contrato Swap, assinado por Sérgio Monteiro enquanto representante à altura de um consórcio privado, gerou perdas de 152 milhões de euros. Contrato resgatado pelo Estado, que assumiu assim todos os prejuízos decorrentes dessa operação financeira engendrada por Sérgio Monteiro no privado. Quem é que assinou, pelo Estado, essa operação? Isso mesmo. Maria Luís Albuquerque e Sérgio Monteiro ( Agora contratado para vender o Novo Banco).
Ex-conselheiro de Estado Dias Loureiro, antigo ministro do PSD, foi ouvido no Ministério Público e constituído arguido no caso BPN. O ex-deputado do PSD Duarte Lima foi detido, é suspeito de envolvimento em fraudes ao banco BPN de quase 50 milhões de euros. Duarte Lima obteve do BPN, em 2008, pouco antes da nacionalização do banco, um empréstimo de 6,6 milhões de euros, «contraído sem a apresentação de qualquer garantia». Arlindo de Carvalho militante do PSD,aparece ligado ao BPN por ter recebido, perto de 20 milhões de euros em empréstimos. Ex-ministro da Saúde Arlindo Carvalho e o seu sócio José Neto, acusados de terem ficado indevidamente com mais de 80 milhões de euros do BPN. Miguel Relvas, antes da nacionalização do BPN , o então deputado, intermediou para o Banco Efisa, do grupo BPN, um negócio da ordem de 500 milhões de dólares, que envolveu o município do Rio de Janeiro. Por: Deep





Os casos em baixo, são em pequena escala, mas servem de exemplo para perceber como o dinheiro público serve os interesses de alguns
LUSOPT.PT|DE PORTUGAL


Conheça aqui como se rege o PSD..
LUSOPT.PT|DE PORTUGAL | PARTIDOS



Afinal, quem chamou a troika em 2011?

"É altura de parar com a mistificação sobre a troika. O senhor quis a troika. Tenho aqui, aliás, uma declaração sua de 30/4/2011, no Jornal de Notícias, onde o senhor diz ‘A troika está cá a nosso pedido’."


António Costa no debate com Passos Coelho, 09.09.2015...
Continuar a ler



Quem accionou, formalmente, o empréstimo internacional foi, como teria de ser, o Governo em funções, do PS.
PUBLICO.PT





Há quem tenha visto a ausência do PSD nas comemorações do 1.º de Dezembro como apenas mais um fait divers político. Um assunto nada…
DN.PT|DE PEDRO MARQUES LOPES


Afinal ja poucos são os que defendem que não ha outro caminho.

Primeiro, partiu Relvas, para comprar a Efisa. Três meses depois, partiu Gaspar, para trabalhar no FMI. Partiu Maria Luís, para a Arrow Global. Partiu Portas para a Mota-Engil e Pemex. E agora, o seu braço direito, Moreira da Silva, partiu para a OCDE...

Menos 700 milhões de euros. Ou como a direita lhe chamava há uns meses, "um aumento brutal da carga fiscal sobre os portugueses".


As contas nacionais trimestrais divulgadas hoje pelo Instituto Nacional de Estatística revelaram não só um défice de 2,5% mas também um redução da…
GERINGONCA.COM

Todos o abandonaram pois ele já para pouco lhes servia...
Um "m...as" que só serviu para encher os bolsos aos Banqueiros Nacionais e Internacionais e para vender Portugal em saldo e roubar o dinheiro de quem sempre trabalhou honestamente, pagando os seus encargos sociais e impostos, coisa que ele #Passos se distraiu e não pagou !
Um sem vergonha na cara que devia era emigrar para bem longe daqui e para nunca mais voltar nem sabermos mais dele !!! Por: Herminio Cerqueira.






O Jornal de Negócios apresentou hoje uma análise das alterações ao IRS que a direita introduziu em 2014 e as conclusões comprometem seriamente a…
GERINGONCA.COM


Denuncias de crimes politicos, contra os portugueses, má gestão, corrupção, boys, luvas, incompetencia, injustiça, esbanjamento de impostos
APODRECETUGA.BLOGSPOT.COM



Ex-líder do PSD critica posição do partido sobre descida da TSU por não estar a ser "coerente" e
IONLINE.SAPO.PT


O nevoeiro começa a dissipar-se. Será que ainda chegará por ai um D. Sebastião dos panamá papers?!!







Segundo a Procuradoria, nas buscas da PJ estão em causa “factos relacionados com a subconcessão dos Estaleiros de Viana e a venda do Navio Atlântida”, no tempo em que Aguiar-Branco era ministro da Defesa do governo PSD/CDS. Em 2013, o Bloco apontou que aquela concessão era uma “negociata para privad...
ESQUERDA.NET

Todos eles com algo em comum: foram escolhidos condecorados e homenageados pelo antigo Presidente da República, Cavaco Silva
LUSOPT.COM|DE PANAMA PAPERS

Aqui dá para perceber muita coisa......cada um pensa o que quiser

BLOGNOTICIASSEMCENSURA.BLOGSPOT.COM|DE NOTICIAS SEM CENSURA



Enquanto os contribuintes pagam ...os milhões roubados .


Ajudou, com a sua estrutura de poder, a criar um banco BPN que mais tarde administrou. E ajudou a falir. Nos Dias de hoje, Loureiro passeia-se,…
PORTUGALGLORIOSO.BLOGSPOT.COM


Ângelo Correia esteve ligado a mais de 50 empresas. Ângelo Correia, gestor e…
TUGA.PRESS|POR TUGA.PRESS


A máfia PSD.Artigo muito interessante.


A rede da maior fraude fiscal e de branqueamento de capitais detetada em Portugal tinha Duarte Lima como cliente e serviu para lavar fortunas de governantes,…
LUSOPT.COM|DE PORTUGAL






Num Pais das bananas dirigidos por Magistrados Pafiosos.


Os extractos das contas bancárias não deixaram margem para dúvidas: Duarte Lima recebeu numa conta da UBS nove transferências, num total superior a 800 mil…
SOL.SAPO.PT|DE JORNAL SOL


Pensava que era o Governo de Sócrates,o tal da bancarrota como enche a boca estes malfeitores da Pátria.


Estes senhores usaram as poupanças e os créditos concedidos aos seus clientes de menores recursos para iludir os rácios e esconder os créditos duvidosos que estavam a conceder a amigos ou o financiamento dos seus grupos empresariais…
LEITURAS.EU|DE LEITURAS




Foi recentemente revelado um relatório americano sobre Portugal, que se tem mantido em segredo até…
EVENTO21.COM|DE CURIOSIDADES



Passos Coelho, este PSD e o País

Miguel Relvas, Marco António e Paulo Júlio dirigiram a central de intoxicação que, das redes sociais da Internet foi alargada à comunicação social tradicional, e foi responsável pela ascensão de Passos Coelho, de líder precário do PSD a PM de vocação vitalícia.

Na política, após liderança da JSD, não tivera qualquer função executiva, e na atividade privada, além de homem de mão de Ângelo Correia, não ultrapassou a administração de uma empresa de aproveitamento de fundos europeus (Tecnoforma) para cursos exóticos, técnicos de aeródromos e heliportos da zona centro, de cuja falência se encarregou antes de o fazerem PM.

Depois de Cavaco Silva ter chegado a PR, o PSD, aturdido, foi incapaz de reagir, ainda a lamber feridas dos seus dois últimos primeiros-ministros, Durão Barroso, cúmplice da invasão do Iraque, e Santana Lopes.

Quando, pela primeira vez, a direita conseguiu um PR culto, inteligente e sem negócios nebulosos, continua prisioneira dos arrivistas que confiscaram os seus partidos, e Passos Coelho mantém-se o insubstituível barítono e intérprete da pauta musical da banda e do bando que vão à festa do Pontal.

O zeloso funcionário da Troika que na sua trágica experiência laboratorial, em Portugal, deixou o País arruinado, o Estado desintegrado, e a banca sem solução, chamou ‘troika’ à aliança de 4 partidos (PS + BE + PCP + PEV) que na AR viabilizaram o governo PS.

Foi um ato freudiano de quem conseguiu aplausos na Festa do Pontal ao dirigir diatribes à “troika [de quatro] da maioria”! Por: Carlos Esperança.



PASSOS TRANSFORMA-SE NO GRANDE PROBLEMA NACIONAL
AO SEQUESTRAR O MAIOR PARTIDO DA OPOSIÇÃO

A "proposta" de criminalização de actos dos políticos praticados no exercício das suas funções é uma "ideia" que o Sr, Pedro Passos Coelho veio agora trazer a público. À primeira vista, parece uma excelente ideia. Mas venho lembrar algumas coisas a esse respeito. A primeira é que se trata de demagogia barata para enganar os incautos. Porque os políticos podem ser acusados por actos ilícitos praticados e designadamente por crimes de prevaricação (por exemplo: desobediência a sentenças dos tribunais). E isso já aconteceu a alguns governantes e autarcas, que foram condenados a penas de prisão efectiva ou suspensa.

Ninguém está acima da Lei, embora de facto alguns tenham mais poder do que outros. Mas o que Passos agora diz é que ele próprio devia estar preso por várias vezes ter violado a Constituição e sido desmascarado por sentenças do Tribunal Constitucional? Não há-de ser o caso; porque se o fosse, ele estava a passar atestado de atrasado mental a si mesmo.

O que ele de facto quer, sabemos todos bem, é insinuar que ele é que é sério e que os demais não o são; e que outros, que não ele, deviam ser condenados, para que nessa condenação se pudessem branquear os imensos crimes económicos e sociais que ele, Passos, cometeu enquanto primeiro-ministro e que estão à vista de todos. Mas isso seria o fim da Democracia. Porque em Democracia os políticos são julgados e condenados pelo tribunal da Opinião Pública em actos a que damos o nome de "eleições". E só nos regimes totalitários e ditatoriais, onde o Estado de Direito é uma farsa, é que vemos o político de hoje empurrar para a prisão o político que o antecedeu. Isso costuma acontecer em África e noutros países do Terceiro Mundo, mas nem por isso a corrupção e os crimes económicos deixam de ser lá praticados por quem tem responsabilidades políticas; e é por medo disso mesmo que vemos ditadores a suspenderem constituições e a ficar vitaliciamente no poder.
Passos é simplesmente um parvalhão. Porque ele sabe que nunca mais um governante praticaria um acto que fosse que rompesse com o status-quo, com medo de ser preso. Ora isto representaria a completa paralisação de qualquer governo, actual ou futuro. Salta à vista que aquela cabeça é pérfida nos pensamentos e intelectualmente despojada de qualquer mérito. Este homem não estudou rigorosamente nada e ganhou a sua "licenciatura" da maneira que todos já percebemos. Na farinha amparo. Entre bebedeiras e cargas de porrada. Se o povo laranja não despejar rapidamente este esterco político num aterro sanitário, ao menos que haja um levantamento interno capaz de erguer, ao lado deste "psd", um novo partido mais asseado e que seja mais útil ao funcionamento do regime democrático.
O governo precisa de oposição, mas como é que se consegue dialogar e estabelecer compromissos com um louco e um ignorante de tão baixa extracção? Por: António Ribeiro.





“PSD e CDS estão a fazer o papel dos marretas no camarote do ‘The Muppet Show’. Fazem esse papel de maledicência, mas não há ali uma grande capacidade política. É preciso sair do camarote e ir ao palco. Faz parte da oposição dizer mal e criticar, mas é preciso construir, e construir, por vezes, é construir socialmente e gerar movimentos”, defende Ribeiro e Castro


Ribeiro e Castro: “PSD e CDS estão a fazer o papel dos marretas no camarote do ‘The Muppet Show’. Fazem esse papel de maledicência, mas nã...
77COLINAS.BLOGSPOT.COM|DE FERNANDO ROQUE





Os figurões do PSD

Acusados de vários crimes pelo DCIAP. Miguel Macedo, ex-ministro; António Figueiredo, do Instituto de Registos e Notariado; e Manuel Palos, ex-diretor do SEF, no rol dos arguidos que vão a julgamento .Corrupção em 80 vistos gold Um ano de investigação termina com cerca de 20 arguidos, entre eles um ex-ministro. Macedo investigado por corrupção Favorecimento a empresa de Domingos Névoa investigado. Email enviado a amigo Jaime Couto Alves – arguido no mesmo caso – trama ex-ministro.Miguel Macedo constituído arguido no caso dos vistos gold.Ex-director de Equipamentos do MAI acusado de corrupção e branqueamento. Adjudicações irregulares de obras na PSP, GNR, ANPC e SEF causaram prejuízos financeiros ao Estado superior as 900 mil euros. Doze arguidos vão a julgamento por vários crimes de corrupção activa e passiva, participação económica em negócio, branqueamento de capitais, abuso de poder e falsificação de documento.

Luís Filipe Menezes e Marco António Costa pela forma como geriram a Câmara Municipal de Gaia entre 2008 e 2012.A cidade de Gaia foi gerida pela coligação PSD/CDS, cuja a situação financeira e patrimonial de Gaia, a totalidade dos passivos financeiros do município superava, em 2012, os 278 milhões de euros. Para obter "liquidez imediata", a coligação PSD/CDS
socorreu-se de todos os meios: transacções fictícias, concessões a privados em prejuízo do erário público, criação de um fundo imobiliário que gerou "riscos adicionais" para as finanças da autarquia, "operações bancárias complexas" que oneraram ainda mais a edilidade. Entre 2008 e 2012, o executivo camarário ter assumido, no global, mais de 450 milhões de euros de "despesas sem cobertura". Celebraram 13 contratos de permuta de taxa de juro (swaps), todos tóxicos, com três bancos, acumulando perdas superiores a 2,3 milhões de euros.

Relatório do Tribunal de Contas sobre o TGV: Um contrato Swap, assinado por Sérgio Monteiro enquanto representante à altura de um consórcio privado, gerou perdas de 152 milhões de euros. Contrato resgatado pelo Estado, que assumiu assim todos os prejuízos decorrentes dessa operação financeira engendrada por Sérgio Monteiro no privado. Quem é que assinou, pelo Estado, essa operação? Isso mesmo. Maria Luís Albuquerque e Sérgio Monteiro ( Agora contratado para vender o Novo Banco).

Ex-conselheiro de Estado Dias Loureiro, antigo ministro do PSD, foi ouvido no Ministério Público e constituído arguido no caso BPN. O ex-deputado do PSD Duarte Lima foi detido, é suspeito de envolvimento em fraudes ao banco BPN de quase 50 milhões de euros. Duarte Lima obteve do BPN, em 2008, pouco antes da nacionalização do banco, um empréstimo de 6,6 milhões de euros, «contraído sem a apresentação de qualquer garantia». Arlindo de Carvalho militante do PSD,aparece ligado ao BPN por ter recebido, perto de 20 milhões de euros em empréstimos. Ex-ministro da Saúde Arlindo Carvalho e o seu sócio José Neto, acusados de terem ficado indevidamente com mais de 80 milhões de euros do BPN. Miguel Relvas, antes da nacionalização do BPN , o então deputado, intermediou para o Banco Efisa, do grupo BPN, um negócio da ordem de 500 milhões de dólares, que envolveu o município do Rio de Janeiro.
Por: Cassandra



3 milhões transferidos do estado para Valentim Loureiro!?
LUSOPT.PT


No entanto insurgiu-se contra o aumento do ordenado mínimo.


Paulo Rangel entre eurodeputados que mais ganham por fora
LUSOPT.PT




Os pobres coitados que governam Portugal andam a passar dificuldades, e como tal devemos dar-lhes a mão. Eles pedem que façamos mais um esforço e apertemos o cinto para ajudar…
TUGA.PRESS|POR TUGA.PRESS



... Condecorados pelo padrinho! Só podia ser!








OBSERVADOR.PT · 3430 PARTILHAS




Submarinos
Um comentador europeu dizia a um canal francês esta semana: " Reparem o que aconteceu com o caso dos submarinos que envolve alemães, gregos e portugueses:
-Na Alemanha prenderam 3 indivíduos, na Grécia prenderam 1 e em Portugal mandaram 1 deles para Presidente da Comissão Europeia e o outro é o Vice Primeiro Ministro do País.











Depois da SÁBADO ter revelado o caso em 2011, 0 nome de Luís Montez é agora citado no livro lançado por Fernando Lima, antigo assessor do ex-Presidente da República
SABADO.PT



Fernando Lima (FL), avençado do PSD, de S. Bento a Belém
Fernando Lima tinha inteligência, formação e domínio do estado da arte do jornalismo. Podia ter sido um bom jornalista sem renegar a matriz conservadora, mas, à incerteza da profissão, preferiu a avença política, a sinecura e uma reforma suculenta.
Optou cedo pelo emprego partidário. À frontalidade do combate cívico preferiu a intriga e o ajuste de contas, nos bastidores, contra os adversários políticos. Foi o que fez.
Ao lançar hoje o livro de memórias ‘Na Sombra da Presidência – Relato de 10 anos em Belém’, o avençado do PSD não se queixa do partido onde hipotecou a alma, só lamenta a ausência de alma do desalmado Cavaco Silva, que já servia no longo consulado de PM e na fracassada tentativa de ser PR contra Jorge Sampaio.
Imagina-se o sacrifício, suportar o casal Cavaco durante mais de duas décadas, mas não foi masoquismo, foi interesse. Foi amargo o silêncio, até ao último ordenado, durante os últimos seis anos, mas proveitoso, no fim de cada mês, dos anos que vierem.
Terá sido cruel quando, em 10 de junho de 2010, Cavaco e a inefável prótese passaram pelo casal Lima, e o ignoraram. Só a raiva mansa explica que quem diz «não queríamos acreditar no que nos sucedeu», declare agora, sem pudor: “O que então se passou com Cavaco Silva e mulher não contámos a ninguém, pois entendemos que, enquanto eu estivesse em Belém, devíamos manter essa situação em segredo”. Digno! Um comprou o silêncio com dinheiros públicos, o outro aceitou, para garantir a reforma.
Por amor ao PSD, ou ódio ao PS, em conluio com José Manuel Fernandes, colocou no Público (18-08-2009) uma intriga que fez manchete e cuja autoria negou: «Presidência suspeita estar a ser vigiada pelo governo». Mentiu. O DN provou a falsidade e a origem, e Cavaco, com a grandeza ética que se lhe conhece, não deu justificações, demitiu o paquete e prometeu – diz agora –, ocultar a decisão. Remunerou bem a ociosidade, mas o que magoou FL foi a traição do benfeitor, que comunicou a demissão à Lusa, largando o mordomo silenciado ao opróbrio.
Aguentou seis anos em silêncio. Que grandeza ética! Que dimensão trágica do saprófita do cavaquismo, ora oferecido de novo ao PSD, sem Cavaco e D. Maria, a abrir as portas para continuar no ramo da intriga, contra a esquerda.
O País está mais salubre. Fernando Lima escusava de se expor! O odor do cavaquismo e do seu lacaio fede. O País é que não pode deixar de interpelar o anterior PR sobre o seu comprometimento, ainda que não se acredite que o assessor intrigasse por conta própria.
Só se duvida de que Cavaco tivesse imaginação suficiente para tomar a iniciativa.
Fonte: DN, 7/09/2016



ORA SE O JUIZ AO QUE PARECE
QUEBROU O SEGREDO DE JUSTIÇA E O GENRO DE CAVACO É QUE ESTÁ NAS ESCUTAS ... A CULPA É DO SÓCRATES, ESTÁ BOM DE VER, NÉ ?


A revelação é feita por Fernando Lima, o assessor de imprensa de Cavaco Silva durante uma década, caído em degraça após a revelação de ter sido ele a fonte de uma notícia em 2009 que dava conta de sus
GERINGONCA.COM





O nome mais forte para derrotar António Guterres na corrida a secretário-geral da ONU é Kristalina Georgieva. E é em português que se tem preparado o avanço da…
VISAO.SAPO.PT






Durão Barroso é quem acumula mais postos neste período pós-Comissão, pelo menos notificados, com 22 cargos em diferentes organizações
LUSOJORNAL2015.BLOGSPOT.COM|DE ÚLTIMAS



O antigo presidente do BES admite ter-se encontrado com Cavaco Silva, Paulo Portas, Pedro Passos Coelho e outras personalidades políticas
LUSOPT.PT

Banco de Portugal e Falência do BES

O "Império do Mal" e a sua obra, tolerada conscientemente de deliberadamente permitida pelo BdP e Carlos Costa , bem como pelo Governo dos #Pafiosos Passos, Portas, Gaspar e MariluSwapps !!!

"Assalto ao Castelo - a série completa de reportagens ..."



Os três episódios da Grande Reportagem "Assalto ao Castelo", um trabalho da autoria do jornalista Pedro Coelho, com imagem de José Silva e Luís Pinto e edição de imagem de Rui Berton.
SICNOTICIAS.SAPO.PT




Portugal está tecnicamente falido. Leia já a nossa Tese e tenha acesso ao Documento Exclusivo, aqui: goo.gl/DbBoqp


Portugal está tecnicamente falido. O que fazer para evitar o Colapso? Saiba Agora o que fazer para proteger o seu património e o da sua família.
SL.EMPIRICUS.PT



Do Jornal de negócios online:
"Oliveira e Costa e os ex-administradores do BPN Luís Caprichoso e Francisco Sanches são acusados pelo Ministério Público de terem criado um buraco de 9,7 mil milhões de euros em operações fora da contabilidade do Banco Insular, noticia do "Correio da Manhã".
Oliveira e Costa e os ex-administradores do BPN Luís Caprichoso e Francisco Sanches são acusados pelo Ministério Público de terem criado um buraco de 9,7 mil milhões de euros em operações fora da contabilidade do Banco Insular (BI).
O valor, que representa quase dez vezes o custo inicial da Ponte Vasco da Gama, é avançado pelo “Correio da Manhã” com base no despacho de acusação divulgado entregue ao antigo presidente do BPN, Oliveira e Costa, que está agora em prisão domiciliária." Fim de citação.
Com as fraudes praticadas noutros bancos, o prejuízo para os portugueses supera os 20 mil milhões de euros que representam cerca de dois anos e meio de pagamento de juros da dívida portuguesa, o que não sendo um desastre total é muito dinheiro perdido e a magistratura não consegue condenar seja quem for porque, fundamentalmente, não quer por razões políticas. São do PSD e CDS, logo ficam isentos de culpas, sejam submarinos ou fraudes bancárias.


volume global da receita anualmente conseguida pela Segura...
Ver Mais